Zé do Caixão

Zé do Caixão Falar de halloween tupiniquim e não lembrar de Zé do Caixão é quase uma blasfêmia, capaz de ser atingido por alguma maldição ou algo parecido… Ícone Cult do cinema nacional “José Mojica Marins” é o homem por trás deste emblemático personagem.
Criado em 11 de outubro de 1963 após ser atormentado por um pesadelo no qual um vulto o arrastava até seu próprio túmulo. O nome Zé do Caixão veio de uma lenda de um ser que viveu há milhões de anos no planeta terra que se transformou em luz e depois de anos esta luz voltou a terra.
A primeira aparição do personagem foi no filme À Meia-Noite Levarei Sua Alma. Desde então, ele apareceu em diversos filme, ganhando muita popularidade.
Embora raramente mencionada nos filmes, o nome verdadeiro Zé do Caixão é “Josefel Zanatas”.
- “Eu fui achando um nome: Josefel – “fel” por ser amargo – e achei também o Zanatas legal, porque de trás para frente dava Satanás”. (José Mojica Marins – Portal Brasileiro de Cinema).

Zé do Caixão é um personagem amoral que se considera superior aos outros e os exploras para atender seus objetivos. Zé do Caixão é um descrente obsessivo, um personagem humano, que não crê em Deus ou no diabo, um cruel e sádico agente funerário que é temido e odiado pelos habitantes da cidade onde mora.
O visual do personagem é evidentemente inspirado em Drácula (década de 30) porém seu criador introduziu características psicológicas profundas e enraizadas nas tradições brasileiras. Já as unhas enormes foram baseadas no personagem Nosferatu (personagem vampiresco da literatura).

Ze-caixao O personagem entrou em cena mesmo, como citado acima, no filme “À Meia-Noite Levarei Sua Alma” pela falta de um ator que se submetesse à caracterização do personagem (que diga-se de passagem, era sinistra). Na época Mojica estava de barba devido uma promessa, porém com o tempo o personagem passou a se confundir com o próprio criador tornando-se praticamente um só, o que lhe trouxe toda sua fama.

Apresentou, na década de 1990, os programas Cine Trash e Cine Sinistro, ambos na Rede Bandeirantes. Teve seus títulos lançados na Europa e nos Estados Unidos da América, onde participou de mostras, festivais e recebeu prêmios. Já no Brasil não fez o mesmo sucesso, existem poucos títulos de seus filmes disponíveis no mercado, o que tornou sua obra pouco conhecida por aqui. Como sempre os brasileiros não valorizam o que tem e os gringos se esbaldam. Temos que valorizar mais o que é nosso Brasil !

Atualmente, tem um programa de entrevistas chamado O Estranho Mundo de Zé do Caixão, no Canal Brasil.
Para aqueles que quiserem saber mais, segue o link do site oficial: http://www2.uol.com.br/zedocaixao/

Vamos curtir uma preciosidade, a cena de abertura do filme “À Meia-Noite Levarei Sua Alma”:


0 Comentários:

Deixe seu Comentário

Seu comentário é muito importante.
Comente, opine, se expresse a vontade. Este espaço é todo seu!

Se quiser fazer contato por e-mail utilize nosso formulário para contato.

Espero que tenha gostado e que volte sempre!
Obrigado por sua visita.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Nossos Amigos

Estatísticas

Artigos

acompanhe

Comentários

comente também

Seguidores

Siga no twitter

Assinantes

Assine também!

1386 Amigos

Siga no Facebook

  ©Blog dos Velhinhos - Todos os direitos reservados.
Design template by Blog dos Velhinhos | Topo